PERFIL CHAID – As 5 atribuições de Mentor transformador de vidas e pessoas. | Marcelo Canal

PERFIL CHAID – As 5 atribuições de Mentor transformador de vidas e pessoas.

shutterstock_275814062
Mentoria um programa que beneficia Mentores Mentorados e Organizações
março 30, 2016
Trabalhar por conta própria: vantagens e desvantagens. Você quer ter esse perfil ?
março 30, 2016
Mostrar tudo

PERFIL CHAID – As 5 atribuições de Mentor transformador de vidas e pessoas.

Inteligência social

Se a Inteligência emocional é a capacidade de reconhecer os próprios sentimentos e os dos outros, assim como a habilidade de lidar dar com eles, então o domínio das emoções contribui de forma essencial para o desenvolvimento da inteligência do indivíduo como um todo. Segundo D Goleman a inteligência emocional não é uma capacidade inata mas ela se desenvolve através das experiências sociais ao longo da vida.

Se você tem alguma dificuldade para controlar os altos e baixos emocionais inevitáveis do ambiente de trabalho, saiba que você não está sozinho: esse é um problema que atinge a maior parte dos profissionais. Mas não é por isso que você vai se acomodar, afinal, até porque o que faz a diferença entre um profissional e um grande líder não é o seu domínio técnico e sim emocional. A tarefa de desenvolver a sua  inteligência emocional é dependente exclusivamente de você. Pois trata-se de uma habilidade e não de uma capacidade inata. E são raras e muito valorizadas as pessoas que têm o seu Quociente Emocional  desenvolvido. São pessoas que têm muito mais chances do sucesso profissional em qualquer área da carreira. A boa notícia é que essa qualidade pode ser treinada e fortalecida, basta que você foque nos passos que passará a conhecer agora.

São cinco as habilidades que precisa desenvolver. Duas delas são habilidades intrapessoais, isto é,  você precisa treinar em você mesmo. E duas são habilidades Interpessoais, isto é você precisa treina-las no social. Uma quinta  é a que faz a ligação entre as internas  com  as externas. Veja que simples:

Vamos começas com as habilidades intrapessoais. A Habilidade de  autoconsciência e a de autorregulação:

1. A autoconsciência –  A Primeira  Habilidade Intrapessoal

O Autoconhecimento Emocional é a habilidade de reconhecer as próprias emoções e sentimentos quando eles ocorrem.

Para isso  a  primeira coisa a fazer é conhecer um pouco mais sobre si mesmo para perceber onde  a dificuldade pode estar. Por isso, passe a  observar e  identificar as situações de exigências maiores sobre as suas emoções. Se você sempre reage da mesma forma a uma determinada situação, procure  descobrir por que você está se sentindo emocionalmente desafiado . Então procure comparar com as situações que ao contrário você se sente pleno e aliviado; faça uma relação para você ver.

Você vai logo perceber que se trata de situações relacionadas aos seus valores pessoais.  Identifique os seus valores e você verá que, assim fica mais fácil prever suas reações a cada tipo de situação. Também é importante pedir feedback de outras pessoas que convivem com você. Procura saber o que elas pensam de suas atitudes para que você consiga saber com mais precisão onde e o que é necessário melhorar. E assim naturalmente vamos começar a entrar na próxima habilidade.

2. A autoregulação- A segunda Habilidade Intrapessoal

O contínuo domínio emocional é a habilidade de poder lidar com os próprios sentimentos, adequando-os a cada situação.

Assim ,  para você  ter auto regulação sobre si mesmo é muito importante que você consiga conhecer o que os outros sabem de você que você desconhece.  Procure saber oque as pessoas reconhecem  de suas habilidades sociais, como por exemplo porque alguém te escolheu para falar sobre determinados assunto. Outras vezes o que  pode muitas vezes nos levar a insights valiosos é  levar para o sono perguntas de percepção. O famoso “dormir com a pergunta”. Sabe-se  que não se deve deixar as coisas para o outro dia e que não se leva problema de trabalho para casa, é verdade. Mas, nesse caso, se você tem um desafio pela frente e sabe que pode ter uma reação não muito boa a ele, o melhor é ganhar um pouco de tempo e recarregar as energias durante o sono para ele, assim você amplia a sua percepção sobre a questão e não toma nenhuma decisão precipitada.

Os conflitos podem ser passageiros se nos empenhamos para compreendê-los, tenha consciência disso e você conduzirá melhor o impacto dos problemas em sua vida, pois sabe que eles estão aí para você evoluir com eles. Isso fará de você um profissional mais realizado e quando temos consciência de nossas limitações  e qualidades, somos  capazes de manter um contínuo domínio sobre nossas emoções e descobrir nossos expertises e como profissionais  bem sucedidos.

3.  A Automotivação –  A primeira Habilidade de Intermediação EU e o Mundo – o Mundo e EU

A Motivação é o que faz colocarmos  as nossas emoções à serviço de um objetivo maior e propicia a realização pessoal, aumenta a nossa percepção e habilidade social nos retroalimentando de volta em nossa auto imagem

A Motivação é o que faz com que as pessoas  dêem o melhor de si. Pelo que nos motivamos somos capazes de fazer o possível para conquistar o que almejamos. Por isto que Motivação e liderança são habilidades que estão intimamente ligadas. Um bom líder deve estar motivado e ao mesmo tempo, deve ser capaz de motivar os membros da sua equipe. Conhecer o que te motiva é ter o domínio de uma das mais poderosas habilidades que  te projeta no mundo das realizações. É conhecer o que te move e te motiva levantar todos os dias e coloca a caminho de suas realizações.

4. Empatia – A outra Habilidade Interpessoal

Saber gerir melhor os relacionamentos e o reconhecimento das emoções em outras pessoas.  Reconhecer emoções no outro e colocar-se no lugar do outro com empatia de sentimentos.

Assim como é importante conhecer cada vez mais  a si mesmo, é também essencial conhecer mais sobre as outras pessoas. Isso é especialmente importante considerar quando você estiver em comunicação  em sua  interação social. Comunicação não é o que sai da sua boca mas o que chega ao ouvido do outro. Por isto é tão importante compreender as reações do outro com você.  Segundo D Goleman nós, seres humanos, temos um órgão  interno no frontal de nossa cabeça para a empatia, a cooperação e o altruísmo – para tanto, porém, precisamos desenvolver a inteligência social e estimular tais capacidades em nós mesmos e nos outros. Compreender como o outro está entendendo o que você está falando, como chega aos ouvidos dele o que você fala quando está participando de uma conversa (pois é preciso perceber as emoções do outro e ouvi-lo bem). Entender o modo como os outros falam, riem e interagem, isso pode levar você a compreender  o seu relacionamento com seus colegas e tornar a sua comunicação muito próspera. Por isto quando você está resolvendo um  problema e chama a outa  pessoa pelo nome, por exemplo, ela se sente  desarmada e baixa a guarda, fazendo com que você tenha acesso mais fácil às suas emoções. Por isto é  tão importante demonstrar interesse em conhecer melhor as pessoas,  isso faz com que você aumente sua capacidade de aprender com elas  no ambiente de trabalho.

5. Sensibilidade Social – Habilidade Social

Interação com outros indivíduos utilizando competências sociais.

Nosso relacionamento social  têm enorme impacto em nossa vida. Não apenas como influenciadores de nossa percepção, mas chaga a afetar o nosso nível biológico, ocasionando a reações que regulam todo o nosso organismo e fazendo com que os relacionamentos positivos atuem como “ vitaminas “ em nós  – e os pouco saudáveis, como verdadeiros venenos. Para D Goleman , somos capazes de “pegar” as emoções dos outros da mesma maneira que pegamos uma gripe, e as consequências do isolamento e do implacável estresse social podem até mesmo reduzir nosso tempo de vida. A interação diária com nossos pais, maridos, esposas, chefes e até mesmo com estranhos moldam toda a nossa vida. Por isso nossa sensibilidade social é reguladora do que entra dos outros em nós e de nós para estes. Além disso, é preciso sempre poder melhorar a comunicação. Para evitar  mal entendidos, procure explicar  suas decisões antes de tomá-las, procurando fazer com que os outros compreendam o que você vai fazer e  isso fará com que você ganhe aliados no lugar de inimigos.

Em resumo, sem trabalho e sem dedicação não é possível alcançar vitórias.

Quadro resumo

quadro resumo

Temos nos dedicado à uma série de artigos que ajudam você em seus vários papéis de liderança; em casa com a família, no trabalho, nas escolas em sala de aula. Em fim nas várias situações da vida social e da carreira. Mas, na área social, como diz um velho ditado  “Você só posso dar ao grupo aquilo que você é”. Assim temos nos dedicado aqui não só ao seu desempenho profissional na forma de você fazer a gestão de sua carreira mas no seu auto desenvolvimentismo pessoal.

Deixe sua opinião, faça perguntas e em caso de dúvida teremos muito prazer em responder para você.

E se você quiser saber mais sobre esse assunto, baixe aqui  o nosso e-book :

Liderança Perfil de Equipes Altamente Produtivas.

e-book 2

Um outro temas relacionado é o artigo

O que as paraolimpíadas tem para ensinar ao novo líder ? 

trinador para olímpico

– See more at: http://marcelocanal.com.br/uncategorized/o-que-as-paraolimpiadas-tem-para-ensinar-o-novo-lider/#sthash.61f9U3lZ.dpuf

banner

Os comentários estão fechados.