Qual é o alcance e as possibilidades de transformação de uma constelação Organizacional | Marcelo Canal

Qual é o alcance e as possibilidades de transformação de uma constelação Organizacional

Reparação Kintsugi
A constelação na arte de reparar rupturas num relacionamento
janeiro 24, 2020
Reação após Constelação
Aprenda a lidar com os resultados de uma Constelação Familiar Sistêmica
fevereiro 15, 2020
Mostrar tudo

Qual é o alcance e as possibilidades de transformação de uma constelação Organizacional

Constelação Organizacional

Compreenda aquilo que ocorre entre os representados e as possibilidades de transformações numa empresa quando se realiza uma constelação organizacional

 

Para falarmos  sobre o que ocorre numa constelação organizacional e empresarial e as possibilidades de transformações entre os membros de uma equipe, a carreira e a empresa, vou recorrer à uma passagem do livro de Mateus que pode ser muito elucidativa  daquilo que acontece numa constelação. Trata-se da relação de um Grande Líder que vai ao encontro do Mestre ( aqui é representado pelo grande propósito) em que ele busca ajuda para um dos membros de sua equipe. A passagem é conhecida como a Cura do Servo do Centurião, veja o que diz essa passagem: 

“Entrando Jesus em Cafarnaum, dirigiu-se a ele um centurião, pedindo-lhe ajuda. E disse: Senhor, meu servo está em casa, imobilizado, em terrível sofrimento. Jesus lhe disse: Eu irei curá-lo. Respondeu o centurião: Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha casa, mas se dizeres uma palavra meu criado estará curado. Eu sou homem sujeito à autoridade e com soldados sob o meu comando. Digo a um: Vá, e ele vai; e a outro: Venha, e ele vem. Digo a meu servo: Faça isto, e ele faz. Ao ouvir isso, Jesus admirou-se e disse aos que o seguiam: Digo-lhes a verdade: Não encontrei em Israel ninguém com tamanha fé. Eu lhes digo que muitos virão do oriente e do ocidente, e se sentarão à mesa com Abraão, Isaque e Jacó no Reino dos céus. Mas os súditos do Reino serão lançados para fora, nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes. Então Jesus disse ao centurião: Vá agora! Como você creu, assim lhe acontecerá! Na mesma hora o seu servo foi curado.” Mateus 8:5-13 

Veja, uma vez que a constelação atua no campo mórfico genético de uma organização, i.e na memória e no propósito da empresa, disto decorre dizer que a constelação influencia todos que fazem parte da história e da finalidade dos negócios de uma empresa. Assim, não só os stakeholders mas também os shareholders e todos que fazem parte do ecossistema organizacional da empresa, são afetados em graus e amplitudes diferentes por uma constelação. Desta forma é que novos insights continuarão acontecer após o trabalho da constelação, gerando muita coisa nova que passa a acontecer na vida dos envolvidos do tema da constelação realizada. E na medida que a constelação busca o equilíbrio das relações de pertencimento, ordem e equilíbrio dos envolvidos com o negócio, seus efeitos passam a ser percebidos não apenas nos resultados econômico, ou no fluxo das relações sociais mas, também gera seus efeitos nos meios produtivos dos sistemas entre, fornecedores, meio ambiente e sociedade. Todos passam a ser influenciados pelo resultado da constelação. Este modelo não privilegia somente um sistema de resultados, mas a relação da empresa como um todo. Por esse motivo é que a abordagem da constelação organizacional é considerada como um modelo de atuação dos sistemas de responsabilidade socio econômico ambiental. Neste sentido, é que a constelação permite acessar uma nova compreensão das relações organizacionais e criar uma nova perspectiva que até então era desconhecida por todos.

Mas, qual é o caminho do desenvolvimento das equipes, nos processos de realização do propósito organizacional?

Ou seja, como e  para onde se desenvolve uma constelação organizacional e o que uma constelação é capaz de descrever do estágio do desenvolvimento de um negócio?

A visão sistêmica evidencia que toda empresa sendo um organismo vivo passa por fases em seu desenvolvimento que podem ser reconhecidas até atingir a plena maturidade em seus resultados. No caso da nossa referência do Centurião e seu servo, a passagem nos permite compreender os efeitos de seu atuar na vida de cada membro do seu time. Ela descreve a relação de ordem, pertencimento e equilíbrio na relação entre o mais simples colaborador até o mais alto posto diante do propósito. No diálogo em que o Mestre se revela no próprio propósito, é possível se compreender o líder em sua relação de honra e respeito com cada membros de sua equipe; ao mesmo tempo que a consciência de não ser digno de receber o propósito em sua casa. Uma vez que o mérito maior não é pessoal, mas de cada membro e de sua colaboração para realização do propósito maior.

A passagem traz na visão sistêmica o modelo das relações do sentido do trabalho nas organizações orientada por propósito e do estágio de seu desenvolvimento.  É de tal modo que quando um colaborador trabalha para o outro numa empresa, deve então conseguir ver nele, o motivo de seu trabalho. Pois se alguém trabalha para uma organização, deve sentir e experimentar o valor, a essência e o significado de sua totalidade para poder estar nesta organização. E isto só é possível, quando uma organização representa algo totalmente diferente, do que apenas grupo de profissionais e colaboradores. A equipe deve estar preenchida de um verdadeiro espírito de cooperação. Em que cada um tem o direito de participar; deve ser de tal forma que cada um possa reconhecer a  existência de um propósito que se quer alcançar. O time deve poder ter um sentido mais amplo e cada um tem o papel de colaborar para que este propósito possa ser alcançado.

Então, se você gostaria de conhecer mais sobre as Constelações Sistêmicas Organizacionais, venha participar conosco da nossa próxima turma de Constelação Organizacional. Veja em detalhes como participar http://twixar.me/zvNK

Constelação Organizacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *